Carregando...

Compra 100% Discreta

Manual do Orgasmo Femininopor Leonardo Honda

Vamos falar sobre Orgasmos

O sexo é uma necessidade fisiológica como outra qualquer. A cada cinco segundos, cerca de 500 pessoas estão fazendo sexo e 800 se masturbando. Ao final dessa matéria, muitos gemidos e orgasmos foram desencadeados seja pelo sexo ou através da masturbação. Todos com a mesma finalidade: O Orgasmo.

Sabemos que se trata de algo muito comum, porém, para algumas pessoas, o orgasmo parece uma recompensa difícil de alcançar. No caso dos homens, atingir um orgasmo quase nunca é problema. Já para as mulheres, o caso pode ser um pouco mais complicado, já que elas respondem e dependem muito mais da área emocional e sentimental para atingir um orgasmo.

Hoje sabemos que as mulheres se masturbam tanto quanto os homens. Mas ainda assim, os homens ganhariam disparados nesse quesito. Para um garoto, basta apenas um pequeno estímulo visual para que ele ganhe uma ereção e em menos de cinco minutos, ele já atingiu seu objetivo e sujou sua barriga ou a tolha de rosto do banheiro. Embora hoje em dia, muitos preferem se masturbar na frente do computador ou até mesmo, usando o skype no celular. Os tempos mudam, mas as necessidades continuam as mesmas.


Orgasmo é a conclusão do ciclo de resposta sexual que corresponde ao momento de maior prazer sexual. Podem ser experimentados por ambos os sexos, sua duração depende muito de cada indivíduo e é alcançado através do sexo ou masturbação.


O orgasmo caracteriza-se por intenso prazer físico mediado pelo sistema nervoso autônomo, acompanhado por rápidas contrações musculares nos músculos pélvicos que circundam os órgãos genitais e o ânus. Frequentemente ocorrem contrações involuntárias em outras partes do corpo e sensação de grande euforia. Nos homens, caracteriza-se pela ejaculação e nas mulheres, as contrações musculares podem causar a expulsão de líquidos através da vagina, ou seja, temos a ejaculação feminina.


Ejaculação Feminina

Muitos classificam a ejaculação feminina como incontinência urinária. A expulsão de líquidos pela vagina durante um orgasmo feminino foi descrito e observado por Aristóteles e na medicina grega da antiguidade. Eles acreditavam que esse líquido era importante na fecundação.

No início do século XX, cientistas defenderam que a ejaculação feminina seria um sintoma de histeria somatizado na forma de incontinência urinária.

O sexólogo alemão, Ernst Gräfenberg (1881-1957) descreveu a ejaculação feminina da seguinte maneira:

"Esta expulsão convulsiva de fluidos ocorre sempre no apogeu do orgasmo e simultaneamente com ele. Se tem a oportunidade de observar o orgasmo dessas mulheres, pode-se ver que grandes quantidades de um líquido límpido e transparente são expelidas em esguichos, não da vulva, mas pela uretra (...). As profusas secreções que saem com o orgasmo não têm um objetivo lubrificador, pois nesse caso seriam produzidas no início do coito e não no auge do orgasmo".

A Análise Química do Liquido Ejaculado

Existe um problema para se chegar a um consenso e isso se dá por não existir a adoção de um padrão para definições gerais e metodologia de pesquisa. Os estudos têm utilizado pessoas estritamente qualificadas e selecionadas, porém, mantém a base de estudos restritos a apenas um caso ou de um pequeno número de indivíduos, tornando difícil a generalização.

Algumas pesquisas distinguem a ejaculação feminina como Squirting (liberação de grande quantidade de liquido) Esses termos são comumente utilizados pelas pessoas como sinônimos e pode gerar confusão. As pesquisas afirmam que a real ejaculação feminina é a expulsão de um liquido escasso, espesso e esbranquiçado da próstata feminina. Já a liberação de uma grande quantidade de liquido durante um orgasmo feminino é um fenômeno diferente, sendo esta expulsão composta apenas de urina diluída pela bexiga. Entende-se que grande parte das incertezas da ejaculação feminina está relacionada com a confusão entre estes dois fenômenos.

Curiosidades da Ejaculação Feminina

Em suas pesquisas, antropólogos registraram um ritual de puberdade em uma tribo da Uganda, onde a ejaculação feminina tem um papel importante em um costume chamado Kachapati que significa aspergir a parede. Nesse ritual, a jovem é preparada pelas mulheres mais velhas que a ensinam a ejacular.

No Japão, a ejaculação feminina ganhou o nome de Shiofuki. O mesmo nome se dá pelo processo de expulsão de água pelo orifício respiratório das baleias.

Na Inglaterra e Austrália, filmes pornográficos com cenas de pessoas urinando são proibidas. Ficando proibidas assim, todos os vídeos de ejaculação feminina, pois o órgão responsável pela censura, informou que em todos os vídeos, as ejaculações femininas não são nada menos que mulheres urinando.


Pompoarismo – Para Elas

Existem algumas técnicas que melhoram consideravelmente a intensidade de um orgasmo feminino. Uma delas e para não dizer talvez, a mais eficiente, é a arte de pompoar.

Técnica indiana que consiste na contração e relaxamento dos músculos do períneo e da vagina para o aumento do prazer sexual. A pratica aumenta o fluxo sanguíneo na região e, consequentemente, melhora a sensibilidade da região pélvica, que resulta em níveis mais elevados de excitação e orgasmos muito mais intensos.

Além da conotação sexual, o pompoarismo auxilia na saúde da região. Hoje já é possível comprovar cientificamente, que ele evita a incontinência urinária e a queda do útero e da bexiga.

Benefícios na mente e na cama

Algumas mulheres não percebem a existência de alguns músculos na região até descobrir que pode ter sensações muito prazerosas ao movimentá-los. O treinamento do pompoarismo se assemelha com as contrações que ocorrem de forma involuntária durante o orgasmo. É importante frisar também, que a partir dos 25 anos, a região pélvica sofre alterações e precisa ser fortalecida para se manter saudável.

Orgasmos mais Intensos

O pompoarismo ajuda a mulher a ter uma nova percepção do orgasmo. Com a prática constante, o orgasmo se torna mais intenso porque diferente do orgasmo clitoriano, que depende de um estímulo externo, o orgasmo passa a vir de dentro para fora.

Algumas mulheres nunca experimentaram um orgasmo na vida. A Técnica aumenta a consciência corporal. Os homens também são beneficiados com a prática já que a mulher passa a se movimentar de forma mais sensual envolvendo o pênis.

É importante estar com a saúde da região em dia para praticar esses exercícios. Caso haja alguma infecção mioma ou problemas no útero, é preciso cuidar e tratar primeiro.

Simplificando, pompoar é somente a arte de contrair e relaxar os músculos da região pélvica exercitando e tonificando a região. A mulher passa a ter melhor controle dos seus músculos vaginais proporcionando um aumento de prazer não só dela, mas do parceiro também.

Principais Movimentos

  • Travar: Impede a saída do pênis da vagina com a contração
  • Expelir: Expulsão do corpo do pênis, deixando permanecer na vagina, apenas a glande
  • Ordenhar: Consiste na massagem do pênis pelos anéis vaginais.
  • Torcer: Torção dos anéis vaginais.
  • Chupitar: Sugação peniana
  • Sugar: Consiste na sugação do pênis para dentro da vagina
  • Chupitar: Sugação peniana
  • Revirginar: Fechamento dos lábios e do primeiro anel vaginal dificultando a entrada do pênis
  • Estrangular: Aperto do pescoço da glande por um dos anéis vaginais.

Orgasmo Feminino: Como Atingi-lo

O ato sexual ou até mesmo a masturbação, culmina no clímax. O momento mais desejado e esperado por todos. Eles podem durar apenas alguns segundos ou intermináveis minutos. Podem ser intensos ou menos intensos de acordo com o momento e a sua total entrega ao ato.

Não existe nada mais prazeroso do que o próprio ato em si, do que proporcionar a sua parceira, orgasmos intensos e múltiplos.

Apesar de algumas mulheres terem dificuldade em atingir um orgasmo, elas são dotadas de uma anatomia única e diferenciada que permite vivenciar diferentes tipos de orgasmos. Segue abaixo 5 maneiras de fazer sua parceira chegar lá:

1 - Orgasmo usando as Mãos.

Fazer a sua parceira gozar durante os preliminares é algo que recomendo sempre. As mulheres possuem um sistema de recompensa diferente do nosso. Portanto, nos primeiros minutos, esqueça o seu prazer para dedicar o máximo a ela. Tenha a certeza que será muito bem recompensado posteriormente.

Fazer com que elas experimentem orgasmos clitorianos durante os preliminares, proporcionará orgasmos mais intensos a ela durante a penetração.

No primeiro momento, jamais toque a sua vagina. Instigue sua parceira de modo a deixá-la ávida de prazer. Beije seu pescoço, passe a língua nos seus mamilos, beije a parte interna de suas coxas e barriga. Mas jamais toque a região da vagina logo de cara. Você vai notar que ela irá lubrificar muito e vai implorar para você a penetrar. Isso jamais pode acontecer. Quanto mais tempo você demorar em tocar sua vagina, melhores serão os resultados.

Nesse momento, ela vai estar pronta para um orgasmo clitoriano. Deite ao lado dela e introduza um dedo dentro de sua vagina úmida e com o outro, procure o seu clitóris que a essa altura, estará bem intumescido pela excitação. Lembre-se de fazer isso tudo com apenas uma das mãos. Crie movimentos delicados em seu clitóris enquanto a penetra com os dedos. À medida que a respiração dela ficar mais ofegante, aumente o ritmo dos movimentos. Use a imaginação e fale coisas em seu ouvido e peça a ela que goze para você. As mulheres adoram. Assim que ela atingir o orgasmo, pare com os estímulos principalmente na região dos mamilos que tendem a ficar super sensíveis.

Lembre-se que uma vez que iniciar os estímulos, não deve parar em hipótese alguma. E nunca use a sua outra mão, para se auto estimular. Deixe de lado o seu prazer nesse primeiro momento. Isso deve criar um ambiente propício para a penetração e orgasmos múltiplos a ela.

2 - Orgasmo pelo Sexo Oral

Existem alguns erros comuns que fazem dessa prática, um tormento para algumas mulheres. E tenha a certeza de que elas comentam isso com as amigas. Portanto, se empenhe para fazer bonito e gostoso.

Alguns homens pensam que a língua é uma extensão do pênis. Grande erro. Não é necessário que você a penetre com a língua. Embora algumas mulheres possam gostar da idéia, o sexo oral é muito mais técnica.

Você precisa estar apto para falar enquanto chupa a vagina de sua garota. Elas precisam ser estimuladas simultaneamente enquanto recebe o oral. Pergunte se ela esta gostando e mostre a ela que você também sente prazer naquilo. Isso é muito importante para elas.

Outro erro muito comum é que alguns homens não o fazem tempo suficiente. Diferente dos homens que podem chegar ao orgasmo com apenas alguns minutos através do sexo oral, as mulheres levam em média 10 minutos para atingirem o clímax durante um oral. Procure deixá-la o mais confortável e relaxada possível. Uma mulher tensa não costuma gozar.

As mulheres demoram mais tempo para se excitarem. Acho que a essa altura, você deve ter percebido. Leve tempo para despi-la, tire sua calcinha com a boca. Aqui vale as mesmas dicas das preliminares anteriores. Beije a parte interna de suas coxas, sua barriga, seus mamilos e demore o máximo de tempo que puder, para chegar com a sua língua em sua vagina úmida.

Use ambas as mãos para espalhar os grandes lábios e passe a língua exercendo uma pressão bem de leve em seu clitóris (3 em escala de 10). Feito isso, use uma das mãos para acariciar seu clitóris enquanto ainda passeia sua língua em volta e observe os gemidos. Após algum tempo, observe que ela irá começar a contrair as nádegas. Neste momento, ela estará desejando seu pênis dentro dela. Não atenda seus pedidos de imediato. Continue estimulando-a verbalmente e com a língua.

A partir do momento que você negar penetrá-la, estará criando um ambiente propício para um orgasmo oral. Use uma das mãos para pressionar levemente a sua barriga para baixo de modo que tenha mais controle sobre a sua vagina durante o oral, pois ela deverá se contorcer de prazer.

Use esse método e a faça gozar. Tente intercalar outro método, sugue seu clitóris inteiro com a boca e aplique uma leve pressão com a língua. Isso pode fazer com que ela implore para ser penetrada. Algumas mulheres irão gostar mais desse método do que o primeiro ou vice versa. Observe os gemidos e concentre seus esforços baseado nisso até que tudo culmine em um orgasmo arrebatador. Deixe-a gritar e gemer a vontade.

3 - Orgasmo Papai e Mamãe.

A primeira coisa que você precisa saber, é que fica incrivelmente fácil, fazer uma mulher chegar ao orgasmo nessa ou em qualquer outra posição, após ter dado a ela, alguns desses dois orgasmos preliminares.

Com ela de costas na cama, vamos revelar a você, um segredo ainda pouco conhecido e que muitos homens negligenciam durante a penetração. A coisa mais importante a se frisar nessa posição, é manter um ritmo constante e não meter com muita força. Isso faz com que você dure mais tempo, atingindo seu Ponto G e levando-a a um orgasmo intenso, histérico e ofegante.

Já na posição, com você dentro dela, alinhe sua cabeça ao lado dela; Coloque suas mãos em sua bunda, de forma que cada mão segure um lado de suas nádegas;Erga-a um pouco, puxe e empurre-a em sua direção.

Você não estará empurrando com força total e os movimentos não são longos por causa do posicionamento, porém, devido à intimidade dessa posição, da facilidade de estimular seu Ponto G, e alinhado com os movimentos que você estará fazendo, vai fazer com ela tenha um orgasmo poderoso.

A dica aqui é penetrá-la com seus movimentos pélvicos, mas juntamente, trazê-la até você com ambas as mãos em suas nádegas. Ela irá arranhar as suas costas toda vez que atingir um orgasmo.

4 - Orgasmos Múltiplos

Hoje sabemos que não apenas as mulheres, mas também os homens podem desfrutar de orgasmos múltiplos. Se um já é bom, porque não vários?


Antes, vamos explicar a diferença entre Orgasmos Múltiplos e Orgasmo de Êxtase Contínuo:

Orgasmos Múltiplos:Proporcionar a mulher, vários orgasmos durante todo o ato sexual, que compreende desde os preliminares, até o clímax conjunto.

Orgasmo de Êxtase Contínuo: :Este é quando você dá a uma mulher tantos orgasmos múltiplos, que ela não consegue dizer ao certo, quantos orgasmos ela atingiu. Nem todas as mulheres são capazes atingir o êxtase contínuo. Até que ela alcance um nível de conforto extremo sobre sua própria sexualidade. Vamos abordar esse orgasmo depois.


Proporcionar à mulher orgasmos múltiplos é mais fácil quando ambos trabalham juntos e você descobre os pontos de prazer da sua garota. Se você proporcionar a ela, alguns orgasmos durante os preliminares, já terá feito sua parte para contribuir com seus orgasmos múltiplos. Geralmente, quando a mulher esta bastante excitada, é fácil dar a ela orgasmos em posições diferentes. Penetrá-la em posições diferentes pode estimular a libido dela e o seu também.

Algumas mulheres atingem o orgasmo mais facilmente quando estão por cima. Nesse caso, diga a ela para gozar rebolando em cima de você. Geralmente, ela deverá conduzir a penetração em ritmo e velocidade que mais agradar a ela culminando em um orgasmo intenso. Você pode aproveitar e acariciar seus seios enquanto ela cavalga em você.

No caso dela não se sentir confortável ou se ela tiver problemas em chegar ao orgasmo nessa posição, você pode estimular seu clitóris enquanto a esta penetrando. Esfregue seu clitóris para cima e para baixo enquanto ela rebola em cima de você. Isso fará com que ela chegue rapidamente ao orgasmo.

5 - Orgasmo de Êxtase Contínuo

Como dito e mencionado anteriormente, orgasmo de êxtase contínuo, é quando você dá a sua garota, tantos orgasmos, que ela não consegue dizer exatamente quantas vezes gozou. É preciso prática e estar com a mesma parceira para que isso aconteça mais facilmente, pois é preciso certa intimidade, segurança e afeto de ambas as partes para que isso seja possível.

Lembre-se que estamos a falar das mulheres e trabalhar seu lado emocional nem sempre é fácil e compreensível. Você terá que ter muita disposição, energia e paciência para atingir esse objetivo. Nunca esqueça a palavra chave para dar as mulheres orgasmos múltiplos: movimento constante e contínuo. Ela precisa de tempo. E você de energia para manter-se nesse ritmo sem quebrá-lo.

Você primeiro, precisa estar apto a dar a ela, orgasmos múltiplos. Você deverá dominar todos os outros métodos acima e dar a ela orgasmos durante os preliminares e depois, durante a penetração. Uma vez que alcançar esse objetivo, estará pronto para dar a ela orgasmos de êxtase contínuo.

Lembre-se sempre de estimular a mulher verbalmente, seja com palavras de carinho ou de safadeza: elas adoram e fica fácil conduzi-las ao orgasmo rapidamente.

comentários por Disqus