Carregando...

Compra 100% Discreta

Saúde da Próstatapor Leonardo Honda

Mas afinal, o que é a Próstata

A Próstata é uma glândula exócrina que faz parte do sistema reprodutor masculino e tem o papel de produzir secreções e substâncias que viajam por um sistema de canais para outros órgãos ou para fora do corpo, nunca despejados diretamente na corrente sanguínea. Ela também é responsável por armazenar e produzir o líquido prostático: aquele fluido incolor e transparente, muito comum e visível quando o homem está excitado. O líquido prostático é ligeiramente alcalino, com pH em torno de 7.29, e constitui de 10 a 30% do volume do fluido seminal que, combinado com os espermatozóides, constitui o sêmen. Por ser alcalino, o fluido seminal ajudar a neutralizar a acidez do trato vaginal e ajuda a proteger os espermatozóides da desnaturação ácida.

Uma próstata saudável tem o formato e tamanho de uma noz, e se localiza logo abaixo da bexiga urinária. Ela envolve a uretra e geralmente pode ser sentida através do exame de toque retal. Em seu interior, a próstata possui a uretra prostática, que se liga à bexiga e que se junta com os dois dutos ejaculatórios existentes. A uretra possui duas funções distintas: carregar o sêmen durante a ejaculação e a urina da bexiga urinária. Os músculos do assoalho pélvico se contraem durante o processo de ejaculação e a próstata é forrada por eles.

A Zona e o Lobo

A Próstata costuma ser dividida em duas partes: zona e lobo. A zona, termo mais utilizado na Patologia, compreende quatro diferentes regiões:

  1. Zona Periférica, que nos jovens corresponde a setenta por cento da próstata normal. Vale ressaltar que é nessa zona em que mais de 70% dos casos de cânceres de próstata se originam.
  2. Zona Central constitui os outros vinte e cinco por cento da próstata normal. Essa região envolve os dutos ejaculatórios.
  3. Zona Transicional, compreende os últimos cinco por cento do volume da próstata. Esta zona dificilmente está relacionada com algum tipo de carcinoma. Essa zona é a que cresce durante a vida e pode apresentar quadros de hiperplasia prostática benigna.
  4. Zona Fibro-Muscular, contabilizando o equivalente a cinco por cento do peso prostático. Assim como sugere o nome, essa zona é composta somente de músculo e tecido fibroso, e não apresenta componentes glandulares.

Já o lobo é subdividido em:

  1. Lobo Anterior, que responde pela porção da zona transicional
  2. Lobo Posterior à zona periférica
  3. Lobos laterais que compreendem todas as zonas
  4. Lobo Mediano (ou médio), que compreende a porção da zona central.

As principais doenças

Diversos males podem acometer a próstata em diferentes fases da vida de um homem. Os três principais são:

Câncer de Próstata

Nos dias de hoje é o câncer que mais tem atormentado os homens. Quase todo o tipo de câncer ocorre quando as células, por alguma razão, sofrem mutações. No caso do câncer de próstata não é diferente: com a mutação, as células prostáticas começam a se multiplicar rapidamente e sem controle. Caso ocorra uma metástase, o câncer pode se espalhar em direção a outros órgãos como ossos e linfonodos. Além de dor e dificuldades para urinar, o câncer de próstata pode causar disfunção erétil e outros sintomas.

O grande problema desse tipo de câncer é que, na maioria das vezes, ele age silenciosamente, ou seja: não apresenta sintomas. Isso atrasa o diagnóstico e, consequentemente, o tratamento. Caso não seja diagnosticado precocemente, pode ocorrer a disseminação da doença para órgãos vitais levando ao óbito.

Hoje em dia, é muito comum o diagnóstico de câncer de próstata em homens com menos de 30 anos. Médicos urologistas recomendam que todos os homens façam os exames periódicos, pois com o diagnóstico precoce as chances de cura são bem altas. Um simples exame de toque pode identificar a doença. Outro meio muito utilizado para o diagnóstico da doença é a dosagem de PSA (antígeno prostático específico). Até pouco tempo, se recomendava o exame para homens a partir dos quarenta anos em diante. Hoje, sabe-se que é cada vez mais comum casos de câncer de próstata em homens na faixa dos trinta anos. Uma das razões para isso é o atual estilo de vida da maioria das pessoas: carga muito elevada de stress e problemas emocionais, como a mágoa, podem desencadear a doença. Geralmente o tratamento se dá através de cirurgia, para extrair o tumor, e sessões de quimioterapia e radioterapia para controlar o reaparecimento das células cancerígenas. Algumas vezes pode haver necessidade de acompanhamento psicológico.

Hiperplasia Prostática Benigna

Quando há um aumento benigno da próstata, o homem deve ser submetido a exames. Estes exames, por sua vez, podem diagnosticar a hiperplasia prostática benigna, ou hiperplasia benigna de próstata. Esta doença ocorre geralmente em homens acima dos quarenta anos e provoca o estreitamento da uretra, ocasionando dificuldade de micção. Para o diagnostico da doença, também é utilizado o exame de toque e, em alguns casos, uma ultrassonografia endoretal. Todo homem está sujeito a sofrer os sintomas de HBP caso vivam até os setenta anos de idade ou mais. Alguns dos principais sintomas são intermitência, jato fraco de urina e sensação de esvaziamento incompleto da bexiga.

O tratamento de HBP se dá através de algumas mudanças no estilo de vida do paciente e com o uso de medicamentos específicos. A cirurgia só é indicada em casos excepcionais.

Prostatite

A prostatite é a inflamação da próstata, podendo ser classificada em quatro tipos:

  1. Tipo I (Prostatite Bacteriana Aguda) De origem bacteriana, pode apresentar quadros de febre e calafrios, além de prostração e sintomas no trato urinário.
  2. Tipo II (Prostatite Bacteriana Crônica) O tipo II da doença apresenta os sintomas irritativos do trato urinário inferior como aumento da freqüência de urinar e necessidade de esvaziar a bexiga que não pode ser protelada.
  3. Tipo III (Prostatite Bacteriana Crônica ou síndrome da dor pélvica crônica) Esse tipo apresenta um quadro de desconforto pélvico que dura mais de três meses.
  4. Tipo IV (Prostatite Assintomática) Como o nome já diz, os pacientes com o quadro desse tipo de prostatite geralmente não apresentam sintomas ou queixas de dores geniturinárias. Geralmente é descoberta a partir da ocorrência de leucocitose durante a avaliação de outras doenças.

Na maioria dos casos, o tratamento da Prostatite se dá através de antibióticos, alfa bloqueadores, anti-inflamatórios e analgésicos. Não há tratamentos especificos para cada tipo sintomático.

Aneros e a Saúde de sua Próstata

A equipe de pesquisa médica e desenvolvimento da Aneros fizeram um grande trabalho em prol da saúde do homem ao desenvolver os massageadores de próstata. A linha de massageadores Aneros foi originalmente desenhada para permitir uma massagem segura e efetiva da próstata, promovendo a auto-purificação e aliviando o acúmulo de fluidos da próstata, gerando assim um enorme beneficio para a saúde da sua próstata.

Cada curva do Aneros foi projetado para promover a melhor massagem prostática possível. Assim que introduzido, o aparelho desliza e se ajusta automaticamente, de maneira a atingir a próstata. O homem só tem que contrair e relaxar os músculos do esfíncter anal para fazê-lo funcionar, massageando diretamente a próstata e a região do períneo. Através da prática, concentração e relaxamento, é possível ao homem comum chegar a uma nova e intensa experiência orgástica. Uma mente aberta a novas possibilidades traz resultados ainda mais satisfatórios.

Os massageadores Aneros promovem a saúde e bem estar de sua próstata aumentando o fluxo sanguíneo na região e aliviando a congestão de fluidos na região da próstata. A importância do bom funcionamento da próstata para a vida sexual ativa do homem sempre foi conhecida, porém só recentemente começou a ser divulgada no mundo ocidental. Hoje se sabe que a massagem de próstata ajuda a manter e melhorar a vida sexual do homem e auxilia no tratamento para problemas comuns, como a disfunção erétil. O reconhecido Dr. Anthony G. Payne cita a linha de massageadores de próstata Aneros como uma excelente ferramenta para tratar a disfunção erétil em seu artigo Improving Male Sexual Responsiveness & Performance. Segundo ele, uma próstata saudável resulta em uma performance sexual melhor.

A cada dia, a medicina ocidental moderna tem procurado compreender e adotar algumas práticas holísticas orientais, como a acupuntura, trazendo para a atualidade práticas médicas milenares. E essa mesma medicina oriental sempre promoveu a prática da massagem de próstata para mantê-la sempre saudável. Alguns artigos como o do portal especializado transformyourhealth e da Columbia Medical School citam o Aneros como ótimo tratamento para os sintomas do HBP (hiperplasia benigna de próstata).

É com base nessas recomendações médicas de massagem prostática que o Aneros oferece uma massagem eficaz e limpa, na privacidade de sua casa e na hora que achar conveniente. Ele também é indicado como alternativa terapêutica para manter uma próstata forte e saudável.

Há inúmeros relatos de homens de meia idade que afirmam ter restaurado a capacidade sexual da juventude, principalmente em relação às ereções e ejaculações. Muitos relatam que voltaram a ter ereções matinais graças ao uso do Aneros regularmente.

O Aneros restaura o poder sexual do homem indo direto à sua fonte – a próstata. Esse incrível aparelho é o único massageador de próstata patenteado e recomendado por médicos para a saúde da próstata que é seguro e efetivo ao mesmo tempo.

Os estimuladores de próstata podem ainda trazer inúmeros benefícios para casais que se predispõem usar o massageador mutuamente. Torna os laços mais estreitos para compartilhar a intimidade e suas experiências; a oportunidade de descobrir novos pontos de prazer; o indescritível prazer de ver seu parceiro em êxtase com um Super-O; gera um tema amplo para expandir o dialogo e a comunicação entre o casal e a relação sexual melhora em todos os sentidos.

A nossa proposta não poderia ser melhor – promover a saúde da próstata e lhe introduzir em um mundo completamente novo em relação ao orgasmo masculino. Venha sentir e se beneficiar dessa nova experiência com a Aneros.

comentários por Disqus